2005-12-28

Crash

«Vaughan morreu ontem ao chocar com o carro pela última vez. Durante o período da nossa amizade, ele ensaiara a sua própria morte em múltiplos choques, mas este foi o seu único acidente na verdadeira acepção do termo. Lançado numa rota de colisão com a limusina da actriz de cinema, o seu carro galgou as barreiras laterais do viaduto do aeroporto de Londres e foi despenhar-se sobre o tejadilho dum autocarro cheio de passageiros acabados de sair dum avião. Os corpos esmagados dos turistas, como uma hemorragia do Sol, ainda jaziam sobre os assentos de vinil quando, passada uma hora, eu abri caminho por entre os técnicos da polícia. Agarrada ao braço do seu 'chauffeur', Elizabeth Taylor, a actriz de cinema com quem durante tantos meses Vaughan sonhara morrer, estava parada sob as luzes giratórias das ambulâncias. No momento em que me ajoelhei sobre o corpo de Vaughan, ela levou uma mão enluvada à garganta. Teria ela visto, na postura do cadáver, a imagem da morte que Vaughan lhe destinara?»

(in J. G. Ballard: Crash, tradução de Paulo Faria, Relógio D'Água Editores, Lisboa, 1996, p. 27)

4 comentários:

arnoldcollins6648 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. My blog is just about my day to day life, as a park ranger. So please Click Here To Read My Blog

zazie disse...

um feliz 2006, metropolis

beijocas

Anónimo disse...

What a great site » »

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it suzuki gsxr 750 Cosmetic surgery in beverly hills liposuction Buy 10 mg accutane bextra valdecoxib tablet Voyeur web top contris Calvin klein swimwear 2001 Neurontin cumulative Trip travel long stay insurance new york liposuction Camping & sex Adipex by mail Russell mesh executive chair Yasmin mejias Antispam x64 Thong free craps game computer memory cell phone Wanli tire review