2004-12-20

Solidariedade de Natal

Nesta época de boa vontade natalícia, gostaria de propor um voto de solidariedade para com todos aqueles que, nas ruas, nas lojas e nos centros comerciais, se vêem forçados a vestir roupas de Pai Natal e a fazer uma figura perfeitamente ridícula para poderem vender as suas coisinhas.

8 comentários:

Milan disse...

Podes contar com o meu voto! :) Mas isto não é nada comparado com o que vi no Brasil há umas semanas. Ainda era o princípio de Novembro e, mesmo com um calor infernal a chegar, todos os "shoppings" (todas as lojas!) tinham o seu Papai Noel para tirar fotos com a miudagem e andar a espalhar esferovite a fazer de neve por tudo o que é canto. Todavia, pareciam todos escolhidos a dedo (isto é, gordos em geral, que pudessem ser disfarçados de Pai Natal). O facto de ser difícil encontrar candidatos gordos para a tarefa - num país cada vez mais rendido à magreza da moda - foi notícia de capa na Folha de São Paulo. As crianças recusavam-se a aceitar Pais Natais magros e topavam logo as almofadas com que os pobres desgraçados se tinham de cobrir, fazendo birras. Por cá, isto ainda não virou um grave problema à escala nacional :)))) Que venha esse voto!

Flávio disse...

lol Mas também há aqueles que não precisam de almofadas nem nada. Há tempos, durante as filmagens de O Milagre Segundo Salomé, conheci um simpático velhote que era um genuíno Pai Natal (com barbas e tudo!) e que fazia disso o seu modus vivendi. Lembras-te daquele anúncio do «então não tem carrinho»? Era ele!

Um grande abraço e bom Natal!

Flávio disse...

Hmmm... pensando melhor, acho que não era esse o Pai Natal. Ele fez sim alguns anúncios mas não esse.

Milan disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Milan disse...

Eheh. Nopes, de facto não me lembro do Pai Natal que referes. Ou se calhar vagamente. De qualquer forma, um Bom Natal para ti e para os teus também, se não nos teclarmos até lá, e que o blogue fique ainda melhor! P.S. Tens de cá postar qualquer coisa do Hitchcock. Comprei o magnífico livro do Truffaut em São Paulo (já tem 40 anos) por tuta e meia e ando a espreitar alguns dos DVDs clássicos que trouxe, com dobragem brasileira. Perfeita delícia :)))) Para além dos magníficos títulos que por lá dão aos filmes. "A Streetcar named desire", do Kazan, deu em... "A Rua do Pecado"! - outra ideia para "post". Parece que o "Vertigo", por lá tem outro nome, e quando perguntei à empregada da FNAC de São Paulo se tinham lá "A Mulher que Viveu Duas Vezes", quase caía para o lado a rir... Lá chama-se "Um corpo que cái"!. :)

Flávio disse...

A entrevista Truffaut-Hitchcock é a bíblia sagrada de todo o apreciador e estudante de cinema. Excelente compra, sem dúvida! Bom Natal e até breve!

Flávio disse...

Eu sei que estou a ser repetitivo, mas o tal Pai Natal profissional de que te falava é o que surge na Lux desta semana com a Sandra Cóias juntinho dele. Há velhotes com sorte!

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it
» » »